segunda-feira, 14 de novembro de 2011

SAÚDE É O QUE INTERESSA

Olá, pessoas!

Hoje, vim falar de um assunto que julgo ser muito sério: "O uso indiscriminado de algumas substâncias, sejam elas medicamentosas ou não, antes, durante e após os treinos."

Recentemente, atinei-me para o assunto, pois venho percebendo que o número de pessoas que fazem uso de pré-treino tem aumentado cada vez mais.

O pré-treino é um produto que contém substâncias que prometem maior rendimento e resistência durante a execução dos exercícios. Um verdadeiro sonho, não? Quem não quer ficar mais forte de uma hora para outra e desfrutar de todos os benefícios consequentes?

Eu mesmo fiz uso algumas vezes e tenho que me render aos ganhos. Em poucos dias aumentei, e muito, minha força e diminui o percentual de gordura, pois estava no pico da disposição. Treinava todos os dias, por muitas horas, e com cargas cada vez mais elevadas.

No entanto, percebi que na mesma proporção que melhorava meu desempenho, sofria alterações orgânicas desagradáveis, como insônia, inquietude, principalmente nos pés, e agitação. Sem falar que estava colocando em perigo as articulações e os grupos musculares, posto que não havia preparado o corpo para a sobrecarga a que estava impondo-o.

Como notei que não estava em meu estado normal, sentindo muitas reações adversas, tais como taquicardia, dor de cabeça, irritabilidade, insônia, resolvi parar com o uso e pesquisar sobre o assunto.

Apesar de ter feito o caminho inverso, ou seja, tomar e depois saber do que se tratava, dei sorte de não ter sofrido nenhum estrago grave na saúde.

Isso porque o JACK3D, o que eu fiz uso, e muitos outros produtos, que são febre nas academias, não são registrados na ANVISA e, no caso dos importados, no FDA, agência americana que regula o consumo de alimentos e remédios.

Logo que iniciei o estudo sobre o produto, de cara descobri que não havia no rótulo indicação de todas as substâncias da fórmula, bem como as quantidades utilizadas. No mínimo duvidoso, não?

Outras descobertas nada agradáveis foram: um caso de morte, aqui no Brasil, por uso associado a exercícios aeróbicos, a manipulação de alguns ativos antagônicos, tais como a teofilina, um remédio receitado para asmáticos para dar mais energia, e o dibenzo, um ansiolítico que atua no sistema nervoso central, além de outros efeitos colaterais, como o vômito, a diarréia e o aumento da pressão arterial.

Sendo assim, pensei bem e percebi que a busca por um corpo definido não poderia ultrapassar as barreiras da segurança. Um corpo saudável vale muito mais do que um corpo bonito e sequinho.

Como diz o velho ditado, por fora bela viola, por dentro pão bolorento. De que adianta?

Sem falar que entendo que ao usar essas substâncias estamos sendo incongruentes com nós mesmos, pois o que buscamos não é ter saúde?

Minha resposta é sim!

Então, preferi abrir mão de resultados espetaculares em um curto período de tempo e investir em um bom acompanhamento. Como vocês já sabem, sigo as orientações do Rodolfo Peres e estou MUITO satisfeita.

Em tempo, por falar no nutri mais requisitado dos últimos tempos, é bom deixar claro que ele é contra o uso do JACK3D!

Espero ter esclarecido um pouco sobre o assunto, despertado o interesse de vocês para pesquisarem sobre os produtos antes de ingerí-los e, especialmente, alertado sobre a importância de um profissional da área de saúde para receitar suplementos eficazes e seguros.

Se posso dar um conselho: Passem longe dessas "coisinhas" esquisitas e nada legais.

Um beijo e se cuidem!

2 comentários:

  1. ótimo post!!! tbm sou super contra ao uso de alguns suplementos..
    muita gente esta esquecendo do mais importante:SAÚDE!!!

    ResponderExcluir
  2. Verdade, Camila, muita gente acaba colocando a saúde em risco e o pior eh que muitas vezes os malefícios desses produtos ficam camuflados por algum tempo. Quando se percebe, o estrago já esta feito, não eh? Um beijo!

    ResponderExcluir